27 janeiro 2010

a mãe, preocupada com o futuro do filho de sete anos, chama o pai de lado, dizendo-lhe em surdina:

- Juninho já mente olhando nos olhos, Cléber. Acho que devemos sacrifica-lo antes que aprenda a falsificar nossas assinaturas.
- Calma, Norma. Ainda podemos ensiná-lo a roubar seu próprio dinheiro.

3 comentários:

Cauê Maia disse...

Na verdade, isso é uma tirinha. Só estou esperando o Saulo desenhar no estilo Ota/Benett/Aragonés dele.

Maria Clara disse...

Salustiano total!

Saulo Cruz disse...

:-D